AplicaTIC 2016

Versão para impressão
PDF


Para situarmos o visitante sobre a relevância da presente inciativa, comecemos por salientar um dos aspetos característicos do Centro de Competência TIC da Escola Superior de Educação, do Instituto Politécnico de Santarém (CCTIC-ESES) - a formação de professores para os diversos graus de ensino - pois tem sido uma das principais missões do centro desde a sua criação em 1997. A preocupação de adaptar a oferta formativa às necessidades e exigências das escolas na sua área de influência geográfica é uma das características do CCTIC-ESES.

A reedição do projeto de formação APLICATIC tem ainda em conta o contexto da atual sociedade da informação e do conhecimento que se carateriza pela grande oferta e disponibilidade de informação.

Elegemos como objetivos da proposta de formação: promover a universalização do uso das ferramentas web 2.0 no contexto de sala de aula; desenvolver competências pedagógicas e profissionais com as TIC nos professores; proporcionar um espaço de partilha de boas práticas  das metodologias e ferramentas abordadas.

O plano foi desenhado a partir de janeiro de 2016 e irá ser executado entre abril e julho de 2016, consistindo num conjunto de 21 formações presenciais ou à distância, certificadas, gratuitas e de inscrição obrigatória. 

As vinte e uma formações incidem em três diferentes tipos: as ferramentas específicas, como por exemplo o Office365; as ferramentas colaborativas, como por exemplo o GoogleDrive e as ferramentas de produção de conteúdos, como seja o PowToon.

As sessões seguirão uma metodologia hands on, cujo o principal objetivo é, a partir de demonstração, proporcionar aos formandos um espaço de exploração, experimentação e construção de recursos digitais adequados aos conteúdos e aos públicos com que trabalham.

Para concluir a nossa apresentação desta inciativa, importa referir que esta é a terceira vez que o CCTIC lança esta ideia, que nas duas primeiras edições contámos com mais de 600 inscrições e que continuamos a partir da conceção de que as mudanças na prática docente, nomeadamente no uso das tecnologias educativas em contexto, fazem parte das prioridades dos contextos institucionais e de formação e desenvolvimento profissional, acentuando a ideia de que toda a formação que propomos é muito importante para manter as escolas básicas e secundárias e os jardins de infância na vanguarda das metodologias de trabalho em Educação.